A mais bela, a mais pura e a mais duradoura glória literária de prosa da blogosfera

.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Os anúncios mais estranhos de sempre

Os nossos humores de sexta são hoje dirigidos aos anúncios mais estranhos de sempre.

Os anúncios podem ser irritantes, porque interrompem a nossa telenovela favorita justamente naquele momento em que a protagonista ia revelar quem é o verdadeiro pai da sua filha.

Os anúncios podem ser inconvenientes sobretudo quando dedicados a temáticas peculiares e transmitidos em pleno horário nobre.

Os anúncios podem dar cabo da paciência até dos mais pacientes quando são infindáveis e passam quinhentas vezes num lapso de tempo de cinco minutos.

Mas os anúncios também podem ser castiços (gosto tanto da palavra castiço, que castiço!) ou, se preferirem, estranhos a ponto de provocarem ininterruptas aveludadas risadas. Caso não acreditem no que se acabou de afirmar, vide infra:

Por M. Pompadour:

Usar uma cinta "Pompadour" é ter 20 anos toda a vida.





Por Letícia, a Marquesa:

Oi! Eu cá vou pará o anúnciou eleitorau, porqui é maix bacana e como a galera até istá com dificuldadxi em iscolher em quem vai votá para sê o próximu Lulinha, ispero dar uma piquena ajuda, sim? Beijão.





Por Lord Nelson:

Algures na fronteira entre o estranho e o perturbador...

video

Por Carlos Jorge Mendes:

O Dr. Carlos chama a atenção para o segundo anúncio - que todos os homens reparem atentamente nele e vejam porque se devem manter em forma.


Sem comentários: