A mais bela, a mais pura e a mais duradoura glória literária de prosa da blogosfera

.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Bruna Real - a sedutora

Afinal, contra todas as expectativas, no nosso país também impera a bizarria! Muito provavelmente não passou despercebida aos olhos de ninguém a notícia da professora do Primeiro Ciclo do Ensino Básico de uma escola de Mirandela que posou nua para a Playboy e se tornou mediática porque, consequentemente a isso, foi afastada das suas funções de "Stora" de Música e recambiada de castigo para o Arquivo Municipal.
Bruna Real, uma jovem com qualidades físicas incomensuráveis, fez um belíssimo e competente ensaio lésbico para a citada revista, um pouco mais à fresca e, ao contrário do que toda a gente pensa, fez as alegrias de alunos e conterrâneos que, alegadamente, não tiveram mãos a medir no que respeita à divulgação das fotografias que se tornaram a desgraça profissional da docente, mas o "orgulho" da terra. À parte de estarmos perante um caso flagrante de censura, discriminação e ataque indirecto ao livre arbítrio do sujeito individualmente considerado, parece-me bastante coerente com a mentalidade ainda tão conservadora do nosso querido Portugal, portanto não me choca, de todo, que a tenham enfiado no Arquivo Municipal e afastado radicalmente essa portadora de maus exemplos e indecência do local privilegiado de ensino. Ainda por cima, alegadamente também, Bruna sentiu-se constrangida com o burburinho que se instalou na Escola Básica de Torre da Dona Chama e com o facto de agora os alunos passarem mais tempo a olhar para as fotos dela em pelota do que para os manuais de Música e, por isso, tolerou muito melhor a alteração de funções profssionais.
Mas, ao que parece, só neste País à beira mar plantado é que esta espécie de episódios gera tanta controvérsia e maledicência. Bruna foi convidada por um canal do nosso amigo Brasil a contar a sua história, mas como agora deve ficar mal meter baixa para ir fazer umas férias às praias de Ipanema, agradeceu a simpatia e adiou para outras núpcias, possivelmente menos conturbadas. Sobre esta história, Natacha Loureiro, responsável da TV Record em Portugal, pronunciou-se salientando que lá no Brasil não existem este tipo de discriminações e, talvez por isso, o espisódio da Professora de Música modelo ousada discriminada seja um motivo de notícia tão promissor.
Não estando a par dos verdadeiros motivos que levaram a jovem a comenter este acto bárbaro de atentado ao pudor (o factor dinheiro já me passou pela cabeça, mas hesito...) concluo várias coisas que, não sei se interessam a alguém, mas já que estou a escrever sobre isto vou partilhar:

Primeiro: com este forrobodó todo constata-se que os boatos que por aí corriam sobre a Playboy não andar a pagar, pagar mal ou ir pagando aquelas exorbitâncias que oferecem confirmam-se. Se não qual seria a lógica da Bruna (espero que ela não se importe que a trate por tu) aceitar enfiar aquelas abundâncias físicas que Deus e os seus paizinhos lhe deram no Arquivo Municipal de Mirandela e não aproveitar o insuflamento da conta bancária para fazer umas férias no Brasil? Olha, aproveitava e dava lá a tal entrevista à TV Record e posava nua mais uma vez já que não faz tanta espécie aos brasileiros.

Segundo: apelo a toda a (pouca) gente que habita o interior esquecido do nosso País para fazer atenção, estamos constantemente a ouvir a história dos burlões que nos vão a casa com a cantiga do bandido e nos levam os Euros para trocar por Escudos, vede como já não há limites para esses marginais que até as moças novas iludem com o conto do vigário!... Hoje um colchão, amanhã o estrelato das revistas de sedução!

Terceiro: para ti Bruna, uma palavra de coragem, não desistas dos teus sonhos! Se o teu destino passa por revelares o portento que és não te deixes abater pelas dificuldades. Já no Achas que sabes dançar? e no Ídolos dizem: a vida de artista é mesmo assim, tem de se batalhar muito. Aproveita o recato do Arquivo para soltares a franga e seres tu sem limites. Mas, pelo sim e pelo não, só por prevenção mesmo, dá uma vista de olhos nos teus novos aposentos de trabalho...os homens são capazes de muita coisa para terem uns exclusivos.

2 comentários:

Joana disse...

eu tenho umas coisas a dizer.

1- prof Bruna, contigo só pra uma duna!

2-ela trabalhou bastante. suou mt sob as luzes da produção e posou com um cachorro ao colito, e está habituada a ser a cachorra que pede colo

3-sendo prof de Musica, adorava ser rapazito e aluno dela: Prof hoje vamos tocar no pífaoro? Professora, tenho o instrumento bem afinado. E, plagiando um amigo, aquelas mamocas bem que podiam ser um acordeão.

Posto isto, no Arquivo Municipal lá se vai fazer outra produção fotográfica: a Bibliotecária marota como protagonista em "Arquiva-mos"

Lord Nelson disse...

Devo dizer que concordo com a medida do presidente: viu-a na playboy e decidiu transferir-la pra um serviço mais próximo...

Se eu fosse presidente teria feito a mesma coisa: punha-a a trabalhar à minha beira ;)